15.7.13

D. José quer padres mais próximos das pessoas

Bragança, 15 jul 2013 (Ecclesia) – O bispo de Bragança-Miranda presidiu este domingo à ordenação de um padre e um diácono para a diocese, pedindo que o clero seja próxima da população, particularmente dos idosos.
“Sede bons e dai a vida pelo povo de Deus; dai tempo às pessoas, não sejais como aqueles que estão sempre ao telefone e sempre inacessíveis”, disse D. José Cordeiro, na homilia da missa a que presidiu na Catedral de Bragança.
O prelado deixou vários conselhos e alertas sobre questões como “o poder, o dinheiro, a fama”.
“Sede próximos e amigos de todos, sobretudo das pessoas idosas e levai-lhes carinho e ternura na visita aos doentes e aos mais sós”, apelou.
O bispo transmontano sustentou que os padres não devem acumular “riquezas pessoais”, mas multiplicar “o bem ao serviço de todos e em especial dos que mais precisam”, sendo “firmes na fé, alegres na esperança e generosos na caridade”.
“Não andeis tristes nem fomenteis o murmúrio nem a intriga”, disse ainda.
D. José Cordeiro afirmou que todos os membros do clero católico são chamados à “comunhão com Deus e com os outros” e que “ninguém se ordena a si mesmo”.
“Sede felizes e alegres na vida boa do Evangelho. Sede bênção para todos”, prosseguiu.
O responsável falou da importância do seminário para a formação dos novos padres e referiu que estes candidatos exigem paróquias “autenticamente cristãs”.
“Auguramos e ao mesmo tempo intercedemos pelo florescimento de uma nova primavera vocacional na Igreja presente em terras nordestinas”, referiu.
D. José Cordeiro deixou votos de que nunca faltem “corações alegres” que respondam: “Eis-me aqui, envia-me e na pessoa do próximo e no verbo amar encontrei a alegria plena da vida”.
Octávio Carmo / Agência Ecclesia